Coriorretinopatia

Serosa Central

Doença associada a condições de estresse psicológico e uso de corticoterapia sistêmica, acomete geralmente homens entre 20 – 45 anos de idade. O principal sintoma é o aparecimento súbito de borramento na visão central e alteração na percepção das cores. O diagnóstico é feito por uma consulta médica detalhada e exames complementares como a angiografia fluorescente e a tomografia de coerência óptica. O tratamento na maioria das vezes é apenas a observação clínica. Em casos recidivantes, pode ser realizado o tratamento com fotocoagulação a laser ou terapia fotodinâmica.