Plástica Ocular

Blefaroplastia

  • Blefaroplastia é a cirurgia que corrige o excesso de pele e gordura das pálpebras.

  • Trata-se de um procedimento ambulatorial, realizado com anestesia local e sedação.

  • A blefaroplastia pode ser realizada nas pálpebras superiores e inferiores no mesmo momento. Nas pálpebras inferiores, dependendo da indicação, o procedimento pode ser realizado pela parte interna da pálpebra (transconjuntival) sem a necessidade de pontos.

O pós operatório é indolor. O edema(inchaço) e a equimose (manchas roxas) variam de cada paciente, tendo duração média de 05-07 dias. Os pontos são retirados em torno do 5 dia após o procedimento e o resultado definitivo aparece por volta de 1 mês da realização da cirurgia.

Ptose Palpebral

A ptose palpebral (pálpebra caída) é a queda da margem palpebral superior. As causas podem ser congênitas, causada por má formação do músculo elevador da pálpebra, ou adquirida, quando o músculo elevador da pálpebra se soltou ou perdeu a função.


O tratamento cirúrgico é individualizado podendo ser realizado por via externa ou transconjuntival. O procedimento é indolor, sendo realizado com anestesia local e sedação. Os pontos, quando necessários, são retirados em 05 dias

Suspensão de Supercílio

  • O supercílio ou sobrancelha apresenta diferentes formas em homens e mulheres. Nos homens são mais planos e cheios e nas mulheres mais finos e arqueados

  • A queda dos supercílios é um sinal de envelhecimento facial, deixando o olhar com aparência triste e cansada.

  • O tratamento para a correção de dermidades dos supercílios pode ser cirúrgico ou com uso de toxina botulínica. A cirurgia é indicada para corrigir distorções mais aparentes, com objetivo mais duradouro. A escolha da técnica deve ser individualizada de acordo com a anatomia da região frontal e órbito palpebral de cada paciente.

Entrópio - Ectrópio

​Entrópio

  • É a inversão da margem palpebral, mais comum na pálpebra inferior, gerando contato direto dos cílios com o globo ocular.

  • Os sintomas são desconforto e dor ocular, ceratite, lacrimejamento e sensação de corpo estranho.

  • As causas mais comuns são involucionais, pela flacidez dos tecidos, ou cicatriciais por doenças associadas.

  • O tratamento é cirúrgico e ambulatorial, realizado com anestesia local e sedação. A recuperação é rápida e indolor.

Ectrópio

  • Caracteriza-se pela eversão da margem palpebral. Os sintomas mais comuns são epífora ou lacrimejamento constante, olho vermelho, secreção eventual e sensação de corpo estranho.

  • A causa mais comum é a involucional, acometendo pessoas com idade mais avançada, porém pode surgir em qualquer idade por diferentes causas.

  • O tratamento é cirúrgico em regime ambulatorial, sendo realizado sob anestesia local e sedação. O objetivo é a melhora da bomba lacrimal, além do aspecto estético.